sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Solidão




E quem nunca se sentiu sozinho nessa vida?
Todo mundo é tomado, uma hora, pela solidão. Sensação ruim que entorta a espinha dorsal do contentamento. Não dá pra se contentar. É estar na frente da fogueira e não sentir calor. Estar rodeado de pessoas já não tem peso. Ficamos magrinhos. Perdemos as forças e, por consequência, a vontade de prosseguir é colocada no cabide. Solidão consome mais que álcool. Há quem consiga disfarçá-la pra festa e embebedá-la, mas amanhã continuará lá.
Esperamos por uma carta que se extraviou, uma mensagem que não acompanha um amor, uma ligação que não toca os ouvidos, amigos que se perdem do nosso campo de visão. Parece que a vida fez contrato com o universo para que, nesse momento, você possa se sentir a única pessoa no planeta. E pior do que se achar a única pessoa no planeta, é se achar a última. O desespero passa a dormir no sofá da sala pra te avisar da presença.
É uma “Lei de Murphy”, que só piora. Ir ao cinema, sem companhia, tornou-se o “point”. Os finais de semana são a tortura em forma de dias. Um feriado só serve para melhor acomodar a faca no peito pra doer mais.
Qualquer momento de distração em que você possa esquecer o mundo já é lucro.
Não podemos esquecer que a sua solidão promove as festas dos outros: seus amigos vão estar ocupados demais fazendo coisas legais por aí enquanto você resmunga uns palavrões pro telefone que vai descarregar.
É assim. Mas o que conforta é que, independente da fase boa ou ruim, ela vai mudar. Quase tudo muda. As histórias tendem a se reverter. Algumas pessoas voltam atrás. E a solidão é apenas um momento para que você aprenda a dar valor a algumas coisas que você não havia percebido antes. Não procure respostas; reinvente as perguntas. Não cansar das mentiras é desconfiar da verdade. 
Solidão é uma mesa no meio do quintal em uma tarde de domingo.

Leandro Lima

5 comentários:

Mariana Dore disse...

Só a palavra solidão ja me da medo... Mas me sinto sozinha tanta vezes...

Vim retribuir uma visita que a muito tempo ja devia ter feito...
To seguindo, tá?

;D

Thaisa Schelles disse...

"Esperamos por uma carta que se extraviou, uma mensagem que não acompanha um amor, uma ligação que não toca os ouvidos..."
Quando a gente está sozinho a gente espera tudo, vive naquela esperança de sair desse lugar tão sofrido e dolorido!

adorei o texto!
to te seguindo;*

Luana Ferraz disse...

A solidão é por vezes um aparato profundo, que nos causa tristeza, mas nos faz refletir e buscar alegria...

Miss Murder disse...

É a unica coisa que me dá mesmo mesmo... a solidão!

Amei o texto! beijo

Geovana disse...

Oi Leandro

Solidão é duro mesmo. Felizmente me separei em pleno verão baiano, a solidão aqui é camuflada pelos amigos e baladas, mas mesmo lá a gente olha ao redor e ninguém parece tão interessante e o vazio se cura com música e cerveja.

Qdo estou só em casa toco meu violão, leio e brinco com minhas cadelas. O tempo passa e quando vejo já é hora de dormir.

Solidão é não ser especial para alguém especial, é difícil e eu espero, temporário.

Obs.: sua foto está linda.