segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Se Você Permitir




Minha vontade pede passagem. Vou entrar na sua vida pelo mesmo motivo que vale um sorriso. É inevitável a aceitação. Nem vou mandar carta com aviso prévio. Vou te pegar de surpresa, quando estiver achando que já não há mais esperança. Pegarei suas dores emprestadas para diminuí-las. Não vou te deixar chorar pela manhã.


Mas, isso, se você me permitir.


É como ir comprar pão: só é possível se a padaria estiver aberta, certo? Só a vontade de comprar o pão não é suficiente. É preciso estar aberto e aceitar a mão.


Ando ansioso. Vejo seu rosto em todos os lugares. Sinto você cada dia mais próxima, mais presente, mais viva. Começo a vislumbrar o teu semblante. Pra mim, você já tem nome. Já escrevi em uma folha de papel nossas iniciais. Nosso filho já tem nome. O nosso cachorro já tem nome, acredita?


Estou te amando por antecipação. Você não precisará se preocupar com nada, já tenho tudo arranjado. O café já estará quente. As roupas já terão secado. As árvores aplaudirão quando você passar. Está tudo montado pra quando você chegar. É o meu aviso da sua chegada. Aguardo, trêmulo, a campainha tocar.


Você foi nomeada ao meu coração. Será a dona das minhas horas, das minhas alegrias, das minhas tristezas. Meu tempo não será meu. Só me reconhecerei em você. Você será a única coisa que vou gostar em mim.


Sinto seu cheiro na minha carne. É como se você já tivesse deitado no meu peito. Você não saberá os meus segredos. Quero mantê-la no mistério que é descobri-los.


Minha vida tem sido chata. Nada mais chato do que não ter alguém para se prender. Você será a minha ternura aos domingos. Meu refúgio. Meu repouso. Meu abrigo.


Você será meu feriado. O meu dia mais útil. A verdade mais perfeita.


Você nem existe, mas já foi creditada no coração. Sei que aparecerá. Sei que inundará minha vida com uma mania, com uma vontade boba de querer tomar suco de abacaxi às quatro da manhã.


Cantará uma canção que será a sua marca registrada em mim. Essa canção doerá na alma quando ouvir na sua ausência. Será meu teste de desapego quando você não estiver me espiando. Não vou precisar justificar o atraso, seus olhos já terão me perdoado.


Conheceremo-nos de uma forma espantosa. Vai chegar a dar medo. Não será medo. Algo parecido com isso.


Aguardo a sua chegada.


Por favor, não demore.


Leandro Lima

4 comentários:

Bárbara Fróis disse...

Ai que tudo! Nossa a garota que tiver a sorte de ter você como namorado estará feiita, pois um namorado poeta é tudo! Hahahaha Bejos

Lua disse...

tbm sonho com um amor do mesmo jeito!
e tbm tive a vontade, mas n permitiram....
o contrário tbm....
coisas da vida...
faz parte sonhar!

Diego Borges disse...

Cara , parabens . Ta muito bonito mesmo. Espero que essa pessoa chegue logo como as palavras acima esperam.
Um grande abraço !!!

Atestado do Óbvio disse...

Como ler isso e não sentir vontade de essas palavras serem para vc?!

Muito tocante... de verdade!
Parabéns!