terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Calendário.




Dezenove de janeiro. Nascia Leandro Silva de Lima. Filho de João Roberto Nobre de Lima, quem nunca conheceu. Ao contrário de outras pessoas, sinto saudade no dia de aniversário. Saudade de quem deixo de ser para me tornar outro. O presente que mais gostaria de ganhar era ver o pai nesse dia. Acordar e poder tomar café com o pai. Poder lavar o carro com o pai. Falar sobre meus medos pro pai.

O que escrevi ontem já não serve mais para hoje. O que escrevo hoje, quem sabe, pode servir para alguma coisa, um dia!

Já troquei os olhos. Já troquei a tinta das mãos. Ao som de uma guitarra velha meu dia acorda e eu amanheço. Chego a imaginar o vai-e-vem dos barcos perdidos nessa imensidão de mundo. Junto forças para partir. A partir de hoje sou outro. Vou me repetir sendo outro.

Faço 23 anos completos. Mas o resto continua buscando um complemento.

Ainda busco um amor. Ainda não me conheço por inteiro. Ainda não encontrei um lugar. Ainda não pertenço a um lugar. Nunca vou pertencer.

No dia em que me conhecer deixarei de ser e no dia em que pertencer a um lugar é porque morri.

Enfim, entre toda a alegria, saudade e desejo desse dia, sinto saudade de você...

Na verdade, não faço 23 anos de vida, faço 22. De saudade.

Leandro Nobre.

5 comentários:

Belle disse...

É Leandro, nem bem o ano vira e já estamos nós, ficando mais velhos, pois assim como vc, faço aniversário dia 5 de janeiro...
Quero te desejar mtas felicidades, amor, paz e sabedoria...
Que seus 23 anos sejam promissores e cheios de vida!
E qdo vc fala que mudamos... é de fato mudamos mesmo, mas não acredito que seja apenas pelo passar da idade, ou seja, de um dia p outro...mas pela necessidade da nossa mente, pois novas realidades vão surgir!

Parabéns!!!

Bjos Belle

Bárbara Fróis disse...

Leandro, parabéns que tudo na sua vida se realize, que você seja muiito feliz e que tenha muita paz, saúde, amor, luz e sucesso! Tudo de melhor sempre! Bejos

Tainá disse...

Parabens Leandro! Que o novo Leandro seja sempre melhor e cada vez mais feliz. Beijo!

Priscila Rôde disse...

Leandro, parabéns!
Muitas e muita felicidades!
E ah, muito amor - claro! rs

Um beijo.

Anne Lucy disse...

Sei como é não ter pai. E as ausências que carregamos parecem que nunca vão ser preenxidas! Mais um ano de vida completo e agora? Tudo de bom na sua caminhada...

anne_lucy@hotmail.com