quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Duas situações


Deixando o sentimentalismo um pouco de lado...

Primeira situação que eu quero colocar aqui é sobre o sistema de saúde público. Se, por ventura, você ficar doente, não tiver um plano de saúde particular, precisar de assistência médica e for depender do público, morra logo! Se não quiser morrer logo, não se preocupe: as frustrações que você vai passar lá vão te fazer ter um ataque do coração e as chances de você morrer antes da consulta é de 1 em 2. 
É melhor você morrer mesmo do que ter que esperar a “boa vontade” dos “outros” para marcar a consulta. Fui ao SUS fazer uma pesquisa de faculdade e voltei para casa confirmando minha decepção (já fui perdendo pra mim mesmo acreditando que poderia ser diferente).
Você não precisa chegar muito cedo para conseguir uma senha, mas, de preferência, chegue lá lá pelas 5 da manhã que já deve ser suficiente (e leve um lanchinho e o almoça também). Depois de passar uma manhã inteira esperando que algum atendente analise o seu “caso” e escolha entre ser “prioridade” ou “não-prioridade” (é, porque ainda tem essa: se você estiver ficando cego não é problema ainda, mas se você chegar lá com os olhos nas mãos aí sim é prioridade...), aí você consegue a bendita senha e entra em outra bendita fila para tentar agendar a consulta (mais uma manhã de entretenimento com a sua paciência). Resumindo, vi algumas pessoas que conseguiram agendar a consulta para daqui a cinco (5) meses (a consulta, fora os exames que você tem voltar dentro de 10 anos para fazer e mais 10 anos para pegar).
Gente, isso é brincar com a paciência e com a saúde das pessoas. É vergonhoso e humilhante ver tudo isso e pensar que pagamos infinitos impostos para a melhoria exatamente dessas coisas e quando você precisa percebe que nada mudou. E, enquanto isso, entretenha sua doença (ou seja lá o que for que você tiver) com algum jornalzinho desses que só fala da morte dos outros pra ela não pensar na sua, por enquanto.  

Segunda Situação...

Não sei para quê servem as p*#$% das garantias dos produto que compramos, porque se a garantia do produto é de três (3) meses ele vai dar problema no quarto (4º) mês. E se isso acontecer antes do prazo e você for atrás dos seus diretos, como consumidor, a empresa vai fazer de tudo para não cobrir os gastos. Olha só que interessante o que dizia no tal papelzinho da Garantia de um relógio que comprei esses dias:

“A Garantia do produto adquirido é de três (3) meses a contar da data de compra e a Garantia não se estende a tais peças que não fazem parte do produto: caixa, pulseira, vidro, pino, bateria.”

E o que p&%¨*, então, faz parte do relógio?!

Dia desses meu notebook teve um probleminha de sistema e como no manual dizia:

“Garantia de um (1) ano para peças e serviços”

Fui lá na assistência autorizada e tals (5 meses de uso, então tá dentro do prazo, vou lá todo garotão...). Quando fui atendido o atendente disse que a Garantia não dava suporte ao Sistema Operacional da máquina e que eu teria que pagar uma taxa de R$45,00 só para descobrir o qual era o problema e daí entraria em contato com a empresa para solicitar a peça (caso fosse peça) e isso tudo levaria em torno de um (1) mês para me devolverem o meu notebook e aí já viu, né?! E mais, ainda teria que pagar mais R$120,00 para eu não perder os dados contidos no meu HD ou R$90,00 para eu perder mesmo. Eu disse: “Beleza, fui!”. Cheguei em casa e entrei no sistema de configuração do rapazinho (do notebook) e adivinha!! Só fiz configurar o diretório do HD que ele não tava encontrando... Era uma coisa tão besta de se consertar que as pessoas querem se beneficiar em cima disso. Imagina se eu tivesse deixado o rapazinho lá. Iria dar uma grana de graça pr’aquela assistência incompetente. O nome disso é CAPITALISMO. Falei!


3 comentários:

Diego Borges disse...

kkkkkk já cai nessa tambem. No meu caso o Windows foi corronpido. Mandei pra la e depois que formataram foi que eu soube que teria que pagar 75 reais. E o problema foi um fio do HD que tava com defeito , fui saber disso meses depois, mas eu ja tinha aprendido a formatar e recuperar meus arquivos antes disso. Mas eles realmente se aproveitam e nos , muitas vezes leigos caimos. Realmente é irritante !!!
Um abraço !!!

Desabafando disse...

Cai aqui sem querer, mas gostei muito do conteúdo que encontrei...vou te seguir..

Sobre o Sus, infelizmente estamos longe de ter uma situação ideal, por isso acabo sendo assaltada todos os meses pelo meu convênio médico, que cobra um absurdo mas já serviu para me garantir um atendimento rápido em situações críticas. Infelizmente só tem atendimento quem paga!

Sobre garantias...aprendi a brigar indo no Procon. Hoje reina a lei de quem briga mais pelos seus direitos.

Se puder, passa pra conhecer meu cantinho!

michely321@hotmail.com disse...

A vergonha ou a falta dela está empregnada em tudo aquilo q nossos governantes oferecem como se estivessem nos fazendo um favor.
Um favor bem caro e pago pelo nosso próprio bolso,as custas da nossa saúde,perdida em busca de um sistema falido.
Aqui se paga até pra morrer.