sexta-feira, 11 de setembro de 2009

O Meu Amor




Quero um amor errante, nada muito certo. Quero ser um erro. O acerto. Quero um amor pra contar, pra mexer, pra intrigar. Quero um amor que me gaste, que me resgate. Quero ser um porto seguro, um pouco torto e meio rouco, mas bem louco!
Quero ver você se desconsertar. Quero que chore, que xingue, que perca o fôlego, mas que me ensine como sorrir depois. Quero um amor pra esquecer de quem sou e me usar de novo como novo. Quero um amor de raça, que entorpeça, que enlouqueça, que cante bem alto sem letra formada. Quero um amor pra chorar, pra lamentar, pra esquentar. Quero ser seu e que seja minha.
Quero embrulhar os olhos nos lençóis e torcer pra que dê tudo certo quando o frio passar. Incerto é o rastro de alguma coisa em lugar nenhum. Quero que minha vida siga a sua mesmo pra não ir. Quero ver você onde você não pode ficar. Quero que sinta.
Encontro restos de ontem no hoje que ainda não sabem se são ou se serão. Quero saber o que te agrada para atrapalhar a tristeza. Quero olhar nos teus olhos e ver que pode ser mais do será. Quero que sinta.
Molho as mãos no medo de tentar para enxugar na certeza do que pode acontecer. No fim do dia quero ser o número certo pra endereçar o seu destino. Quero que me chame.
Quero que minta, minta pra afastar o tédio, para driblar o cansaço, pra encobrir o fracasso. Um bom remédio é ficar acordado para poder sonhar de novo. Quero ficar na sua estante, bem distante, bem ausente. Quero que a distância seja cômoda. Quero que corra pra achar, para descobrir o que não nos contaram. Quero que sinta.
Quero que ame a carne mais que a alma deseja. Quero que seja.
Quero que apareça. Quero que esqueça. Quero que escute que te chamo. Quero saborear os perfumes do teu cheiro. Espero socorrer os teus delírios com os meus afagos. Quero que suma.
Quero que surja em mim como fogo que queimar para evaporar. Quero encontrar em mim um coração que bate à porta pedindo abrigo, pedindo morada. Quero invadir você com minhas loucuras e devaneios. Quero atravessar o corpo com a confiança de mãos dadas. Quero que volte.
Quero fazer as pazes com uma bobagem sincera. Quero atitudes que me façam repensar as minhas. Quero um amor pequeno para abraçá-lo grande depois de sorrir. Quero ser o presente rasgado à unha na alegria contida do dia-a-dia.
Quero que se importe, que se deporte do seu coração para o meu sem chance de voltar. Quero rever todos os conceitos que julgava certos. Quero que tema e que teime pra não se dispersar. Se tudo isso não acontecer... apenas me ame.
Leandro Lima

6 comentários:

ana.d.w disse...

É o que todos queremos, se não todos, pelo menos eu quero. Se sentir amada, desejada, desejar e amar. Tão fácil falar, porque se torna tão difícil na realidade?! Não entendo, não compreendo todo esse sentimento, na verdade não sei nem porque to escrevendo isso no comentário. Poft. Mas, voltando, belíssimo post, sem comparação!
"...Se tudo isso não acontecer... apenas me ame..."

natalia disse...

eu quero um amor assim...mais
se tudo fosse assim tao perfeito quem sabe?! seria diferente...

é.. "Se tudo isso não acontecer...apenas me ame.."

admirável o seu dom!
:* Leandro

Belle disse...

É Leandro, mesmo com todos os sofrimentos e mágoas que o amor pode nos trazer, sempre estamos em busca do par ideal.. pq a felicidade trazida é , com certeza, mto maior que qq tristeza!!!
Bjossssssss e mto bom seu post

aninha disse...

Puts,conhecendo você o pouco que conheço, que se sinta privilegiada
a pessoa que te enamorar, porque vc tem o dom de poeta e a sensibilidade
de um homem romántico.
É bom falar de amor,melhor ainda é amar, como dizia o poeta,feliz daquele que ja amou e foi amado, porque conheceu o gosto da felicidade.
" mais...apenas me ame!!!!!
bjussssssssssss,muito lindo você.

P! disse...

procura-se um amor... Bonito!
=)

Luciana Guimarães disse...

Não vou mais comentar, tá!!!!!